WLFMAN SIGNIFICA LOBISOBEM

Sexta-feira, 26 de Abril de 2013

CORTIÇA

 

 aplicação

   Definição – cortiça   originado pelo meristema súberofelodérmico do sobreiro (Quercus suber L.), constituindo o revestimento do seu tronco e
ramos.”

 

 

HISTÓRIA:


   Perde-se no tempo, o início da utilização da cortiça, quer nas artes de pesca, quer para vedar vasilhas e outras aplicações domésticas, pelos povos da baía do Mediterrâneo Oriental. Já no antigo Egipto e na Grécia eram utilizados vedantes cilíndricos feitos em cortiça, embora sem grande divulgação.
Em 1680 o monge beneditino francês Dom Pierre Pérignon iniciou, com êxito, a utilização da cortiça como vedante dos recipientes de vinhos espumosos (champanhe). 
Na primeira metade do século XVIII, o uso da rolha encontrava-se já  difundido internacionalmente, tendo sido adoptado por caves de prestígio como a Ruinart de Reims e a Moët et Chandon. A crescente procura deste vedante dá origem, à criação da primeira unidade fabril vocacionada para a produção de rolhas (1750, Catalunha).
Ao longo dos últimos anos, apesar da rolha continuar a ser a utilização nobre da cortiça, inúmeros outros produtos e soluções, de elevado valor acrescentado, seja a nível económico seja a nível ambiental, têm vindo a ser desenvolvidos com sucesso.



CARATERÍSTICAS:

 

  • Densidade: 0,24kg/dm3
  • Elasticidade - Compressibilidade - Flexibilidade: A cortiça comprimida inclui instantaneamente 85% do seu volume inicial. A cortiça comprime-se sem dilatação lateral.
  • Impermeável aos líquidos e os gases
  • Isolador térmico:
    Resistência térmica de -180°C e 110°C
    Condutibilidade térmica 0,074 W/mK
    (0,063Kcal/mh °C) SIA-279
    Coeficiente lamda 0,040
  • Corrector acústico: A cortiça reduz em média de 20 para 30 dB de acordo com o tipo de frequência
  • Amortecedor das vibrações
  • Potência elevada de fricção
  • Resistência ao uso e longevidade
  • Quimicamente inerte

 

 

 

                   APLICAÇOES:


 

Naturais:

 

  • rolhas e vedantes (vinho, conhaque, whisky, cerveja, vinho do Porto, produtos farmacêuticos);
  • rolhas cónicas para laboratórios;
  • rolhas para champanhe, vinhos espumantes e cidras;
  • rolhas com topo em madeira, cerâmica ou plástico, para whisky, conhaque, vinho do Porto ou sherry; indústria de calçado (palmilhas, ortopédico,…)
  • flutuadores, bóias;
  • tapetes, revestimentos de solos, tectos e paredes;
  • volantes (badminton);
  • batoques, buchas e anilhas, discos, placas protectoras, blocos de polimento,...

 

Granulados e aglomerados:

 

  • todos os produtos aglomerados (cortiça com borracha, gifts, com aplicações cerâmicas, rolhas de champanhe);
  • confecção de linóleo;
  • construção de edifícios  (isolamento térmico);
  • estruturas anti-sísmicas;
  • juntas de dilatação/compressão (pontes, edifícios);
  • components para a indústria de calçado;
  • decoração - pública e doméstica;
  • parquets;
  • bolas de hóquei, golfe e basebol;
  • brindes (memoboards, cinzeiros, caixas, bases, alvos de setas, …).

 

Isolamentos:

 

  • isolamento térmico, acústico e vibrático;
  • isolamento de condutas (gás, petróleo);
  • construção, paredes;
  • indústria de refrigeração;
  • aeroportos;
  • estúdios de música, discotecas e livrarias.

 

Cortiça com Borracha:

 

  • indústria automóvel (juntas, indicadores de nível, válvulas, transmissões, outros componentes do motor)
  • juntas para equipamento eléctrico e de gás;
  • isolamento acústico e vibrático (construção, caminhos de ferro,...);
  • componentes para a indústria do calçado.

    

PORTUGAL:



publicado por xd18 às 08:41

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


arquivos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro